9 de setembro de 2011

Mais Pesado que o Céu - Uma Biografia de Kurt Cobain

Mais Pesado que o Céu, não consigo imaginar um título melhor, para a biografia deste astro que marcou uma geração e que assim como o título, era enigmático e dramatico. Estou falando de Kurt Cobain, vocalista da banda de rock Nirvana, pra quem não sabe.
Escrita por Charles R. Cross, ela faz você entrar na vida de Kurt, se sentir como ele, se sentir parte da vida dele, pelo menos foi assim que eu me senti, é incrível todos os detalhes, mas não só da otima escrita de Charles, mas da vida conturbada de Kurt. Eu como sou fã, adorei entender a vida e os pensamentos dele, mas como um bom astro do rock, ele morreu sem deixar respostas, é díficil entender o porque de ele ser como era, coisas como ao mesmo tempo que queria a fama (e conseguiu) queria o anonimato, e, ao mesmo tempo que tinha a vida que queria e a mulher que amava, nada estava bom, e ele só tinha uma coisa em mente: morrer.

Os problemas de autoestima vieram desde a infância, os problemas com drogas desde a adolêscencia, então Kurt se afundava em drama e drogas, e cada vez mais procurava algo mais forte, porque as de costume já não lhe faziam mais efeito, até que chegou à heroina, que resolveu esse problema, até o dia que não fazia mais o mesmo efeito de antes, e a solução: aumentar cada vez mais as doses, a ponto de overdoses, serem consideradas normais pra ele, e parte do seu cotidiano.
Kurt provocava a morte, já tinha uma descendência de suicídios na família, e desde a adolescência, já dizia que não queria ficar velho e que iria morrer antes dos 30, mas a morte teimava em fugir dele, até que em 1994, com 27 anos, ele resolveu que não dava mais pra viver, se matou com um tiro de revolver no céu da boca, mas por precaução, antes disso, ficou tão dopado que mesmo que o tiro não funcionasse, ele morreria por overdose.
Kurt amava muito as pessoas, e sentia que não era amado, ele vivia na autodefensiva, e quando sentia que ia se magoar, fugia ou dava um jeito de ele ferir primeiro, nesse cenário de sexo, drogas e rock 'n roll, ele não era o durão, pelo contrário, era só um menino frágil, que queria amor, acima de tudo, e como um pisciano, a realidade era muito pouco pra ele, e ele preferia a liberdade dos sonhos, dos pensamentos, das viajens da mente conduzidas pela heroina.

Me desculpem pelo post grande, mas é que esse livro é mesmo espetacular, pra quem curte Nirvana, ou como eu, não sabia nada e terminou apaixonada pelo Kurt, vale muito a pena ler, não é só uma biografia chata, é a história de uma lenda!

Esta resenha foi escrita por Ester Brazão, colunista de filmes, que nos presenteou com essa super resenha!  

21 comentários :

  1. Nunca ouvi nada dessa banda, então acho que para me interessar por esse livro teria que começar a ouvi-la kkk' Mas não gosto muito de biografias.
    Beijos,K.
    Girl Spoiled

    ResponderExcluir
  2. Essa biografia parece ser bem triste... às vezes nós achamos que os famosos vivem felizes e satisfeitos com a vida cheia de bens materiais e fama, mas estamos redondamente enganados. Não é àtoa que dentre os artistas (músicos, atores, etc) a taxa de suicídio é bem alta. Sem contar que a maioria deles está envolvida com drogas e bebidas...
    Uma pena que tantos talentos sejam desperdiçados assim!

    Gostei muito da dica, vou procurar saber mais sobre o livro.

    Abraços,
    http://leitorasanonimas.com

    ResponderExcluir
  3. Também não sou muito fã de biografias, mas pelo pouco que conheço do Kurt, ele era mesmo é doidão! Acho que foi isso que culminou em seu fim do jeito que foi.

    Beijos
    Conjunto da Obra

    ResponderExcluir
  4. Adoro o Nirvana e fiquei muito triste com a morte dele. Vi esse livro na livraria e fiquei curiosa para conhecer mais sobre a história dele e com sua resenha aumentou mais ainda a vontade de lê-lo. Vou colocar na lista de desejados.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Conheço apenas alguma coisas sobre a vida dele, mas mesmo tendo um histórico complicado eu ainda admiro muito essa cara, e se posso dizer minha opinião, não acredito em suicídio!
    Ótima dica!!

    Beijos


    http://kastmaker.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Acho biografias interessantes, pelo que leio sobre. Mas nunca li, de fato, uma. Mas gosto do Kurt. Tinha um irm]ao mais velho que curtia muito e ouvi tanto que comecei a gostar.

    Enfim, achei interessante. :) To seguindo

    Beijos
    Mulher gosta de falar

    ResponderExcluir
  7. Oi queria muito responder ao comentário que vc deixou no meu blog...e sem saber se vc voltará vim até vc. hehehe

    Olá Angela..é verdade..mas também devemos compreender que muitas vezes podemos encontrar tesouro no nosso caminho e esse tesouro não nos pertencer...e podemos ficar tristes por que não nos pertence ou felizes por que ele esteve no nosso caminho durante algum tempo, de alguma maneira...B

    ResponderExcluir
  8. Grazi!

    Eu ainda lembrei de você, menina!

    Eu pensei que vc fosse, até comentei com a Le! :(

    Pena que vc nao foi, seria uma oportunidade de te conhecer e vc de conhecer a Alyson!

    Fica pra proxima!

    Beijokas! :*

    ResponderExcluir
  9. Exatamente o livro que eu precisava! Vou presentear uma amiga que é mega fã dele com este livro! Gostei de sua resenha! Parece ser um bom livros para os fãs dele. :)
    Gosto de biografias assim, são muito boas! rs'
    Parabéns pela ótima resenha, Ester!


    Beijinhos, :*
    www.primeiro-livro.com

    ResponderExcluir
  10. A sua resenha ficou fabulosa! Fiquei louca para ler o livro. Mesmo não sendo fã do Nirvana, fiquei muito curiosa em saber dele.

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  11. Oiee!
    Adorei a resenha, acho que esse livro realmente foi um grande presente para os fãs do Kurt.

    Apesar de não ser aquela big fã (escuto uma música aqui e outra lá), leria esse livro com certeza!

    Ah estou doida para assistir o Homem do Futuro!

    beijos e bom domingo
    Nana - Obsession Valley.

    ResponderExcluir
  12. Nunca ouvi falar também na banda, mas pelas sua escrita é um excelente book para quem curte...

    Philip Rangel
    http://entrandonumafria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Uma amiga me falou sobre esse livro, e disse que se eu quisesse, ela me emprestaria. Quando ela disse isso, nem dei muita bola, pensando "é mais um daquelas biografias chatas". Então, adorei ler essa resenha aqui, porque eu gosto de algumas músicas do Nirvana e adoraria saber mais sobre o astro. Vai pra lista de leitura, com certeza.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Gosto muito de biografias, entretanto, não sei se gostaria dessa. A vida do Kurt foi pesada demais...
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  15. EU li e me decepcionei um pouco, mas fazer o que era a vida do Kurt, mas mesmo assim continuo gostando dele! XD

    ResponderExcluir
  16. eu amooo nirvana e o Kurt então *_*
    ainda não li essa biografia, mas li outras coisas sobre ele!
    dica anotada

    bj

    ResponderExcluir
  17. Não curto nirvana, nem ele, então UASHAUSH acho que não leria essa biografia. Mas enfim, boa resenha.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  18. Mandou bem hein^~ Esse eu quero ler ^^

    ResponderExcluir
  19. Meu namorado adora Nirvana, tenho certeza de que ele gostaria desse livro - vou comentar com ele qualquer hora! :)
    Como eu não sou muito fã, acho que não gostaria muito, mas tenho certeza absoluta de que para quem é fã deve ser muuuuuito interessante! Já li várias biografias de cantores de que gosto! :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Fiquei muito curiosa pra ler. Nunca entendi porque ele se matou... tinha talento, sucesso, fãs, dinheiro, mulher, beleza... mas acredito que quando não nos amamos de verdade, nada é suficiente. Triste, né? Vou ver se compro a bio!

    beijo

    ResponderExcluir